background

Gileno Pereira Donato

Gileno Pereira Donato nasceu em Guanambi-Bahia, em 23 de fevereiro de 1934. Filho do Sr.  Henrique Pereira Donato e Sr.ª Emília Mila de Castro, teve mais seis irmãos: Maria Rita, Eunice, Messias, Euflávio, Eudite e Gildasio.

Dr. Gileno cursou o ensino primário nas Escolas Reunidas Getúlio Vargas, tendo como sua primeira mestra a professora Maria José Fernandes Teixeira. Terminado o curso primário, foi para Diamantina-Minas Gerais continuar os estudos.

Em 1949, perdeu seu pai, vítima de afogamento em um rio da Fazenda Pau-de-Colher. Na época com quinze anos, Dr. Gileno foi transferido para Caetité a fim de continuar os estudos e ficar mais perto de sua mãe.

Após concluir o curso ginasial, seguiu para Belo Horizonte, onde frequentou o curso científico no Colégio Anchieta. Depois de três anos, retornou para Diamantina para prestar os exames vestibulares. Foi aprovado e ingressou na Faculdade de Odontologia, formando-se em 18 de dezembro de 1960. Nesse mesmo dia casou-se com a Profª. Lucília, também em Diamantina. Retornaram a Guanambi e, inicialmente, moraram com sua mãe, Dona Emília, até que tivesse condições de construir sua própria casa.

Abraçou com dignidade a profissão de cirurgião-dentista, trabalhando até aos sábados, quando ia para Mutãs, onde foi recebido pelo casal Sr. Osvaldino e Dona Maura, que o acolheram em sua casa cedendo-lhe, inclusive, uma sala para o consultório. Ele tinha profundo sentimento de amizade e gratidão por eles.

A convite da Profª. Enedina Costa de Macedo, nobre diretora da Escola Normal São Lucas, aceitou fazer parte do corpo docente daquele estabelecimento de ensino. Lecionou Biologia e depois ocupou o cargo de diretor. Permaneceu nessa atividade até que o Colégio São Lucas se juntou ao Colégio de Guanambi, surgindo o então Colégio Estadual Governador Luiz Viana Filho.

Em 1962, foi indicado pelo companheiro Sr. Estácio Freitas, sendo nomeado para o cargo de Cirurgião-Dentista do Posto de Saúde. Anos depois, foi nomeado para o cargo de Diretor da SURED 30 (Superintendência Regional de Educação).

Dr. Gileno carregava nas veias o sangue político do pai, como também do bisavô, Coronel Gasparino Pereira da Costa. Assim, aceitou o convite feito pelo amigo Sr. Estácio Neves Freitas para se candidatar a vereador e ingressou na carreira política em 1963, sendo eleito vereador pela UDN e novamente em 1977.

Em 1982, se candidatou a Vice-Prefeito, na chapa encabeçada por Nilo Augusto Morais Coelho. Em 1986, Nilo afasta-se para candidatar a Vice-Governador, na chapa encabeçada por Waldir Pires, e Dr. Gileno assumiu o comando do Município.

Sua administração, embora curta, trouxe vários benefícios para a cidade, tais como: Mercado Municipal e reforma do antigo, onde atualmente funciona o Mercado das Artes; construção da Praça José Ferreira, do Grupo Escolar do bairro BNH, do Grupo Escolar Emília Mila de Castro, dentre muitas outras obras. Dr. Gileno dispensava muito respeito e atenção com os funcionários da prefeitura, mantendo laços de amizade com os mesmos.

Em função da família, viveu e foi muito feliz ao lado da esposa e suas duas filhas; Diana e Emília. Faleceu, ainda jovem, aos 58 anos, vítima de um câncer gástrico.

Fonte: Dados retirados do Livro Pela Estrada da Vida – de autoria de sua esposa: Profª. Lucília Domingues Donato.

Entre em contato conosco através do e-mail

cl100anosgbi@centrouniversitariounifg.edu.br